INVEJA PODE MATAR – LUCIANO HENRIQUE AYAN

Era uma vez, um escritor que queria divulgar os seus livros (EU). Esse escritor tinha uma página no Orkut (quem não tem?) e ali trocava experiências com seus a mais de 500 amigos virtuais.

Certa vez, entrou um sujeitinho qualquer e escreveu: “Seus livros são uma merda e você é um merda”.

Esse tipo de coisa não é rara, porque existem muitos religiosos fanáticos, intolerantes e ignorantes (uma mistura bem reles) que se portam desse jeito. Assim, não liguei e passei adiante. Praticamente esqueci.

Paralelamente a isso, eu vinha sendo convidado a debater a questão religiosa em uma comunidade do Orkut, CONTRADIÇÕES DO ATEÍSMO, o que também não era coisa rara, mas não pude atender por falta de tempo.

Aí, veio a triste coincidência: Seis meses após, divulgando o meu mais recente livro, adentrei essa comunidade, julgando mesmo tratar-se de uma comunidade de ateus, por causa no nome, que me confundiu.

Ora, era justamente a comunidade que vinha insistentemente me convidando a um debate.

Assim que entrei e deixei o meu recado, fui recebido sabem por quem? O mesmo idiota que me chamou de merda e disse que os meus livros eram uma merda. Triste coincidência. Comecei agredido logo de cara, e a alcatéia feroz de religiosos fanáticos caiu logo em cima, com deboches, achincalhes e impropérios.

Bom, nunca fui de correr de nenhuma discussão e ainda tentei reverter essa tendência, aceitando o debate que me propuseram. Diga-se de passagem, já destinado a me jogar no inferno!

Você pode ler parte desse “debate” aqui, escrito por eles mesmos:

http://neoateismodelirio.wordpress.com/2009/12/25/a-queda-humilhante-do-neo-ateu-alfredo-bernacchi/

Em 5 minutos, disse o meu interlocutor, e da primeira página do livro (O Preâmbulo, rsrsrs…) LUCIANO HENRIQUE AYAN, leu o meu livro ATEU GRAÇAS A DEUS, e colheu suas críticas “contundentes” que expõe no site dele. Agora já não mais o escritor convidado, mas o “sujeito que atende pelo nome Alfredo” e as suas avaliações estão no blog dele, que você pode conferir.

Nada disso me incomodou, porque eu não sou de levar desaforo pra casa. Também bato e esqueço, mas uma coisa incomodou: A conclusão que ele tirou para ele mesmo, que expõe no título do seu blog:

A queda humilhante do neo ateu Alfredo Bernacchi.

Está lá. Há vários anos, a primeira ou segunda informação fornecida entre os milhares de sites do Google.

Sempre em cima, sempre entre as três primeiras. Como ele consegue isso, eu não sei… (ou sei…).

É claro que a alcatéia religiosa, desforrando-se do ateu, por ser ateu, acompanhou o estilo do líder e acabaram de pichar o que sobrou.

O fato deste blog, com esse título, estar sempre no topo da lista fornecida pelo Google é a única coisa que me incomoda. Não o resto, porque o resto é o resto.

Mas, vamos e convenhamos… Existe aí, algo mais que uma simples disputa de opiniões e filosofias. Alguém está querendo aparecer!… Se houve uma “queda”, pressupõe-se que alguém subiu ou quer subir – nas costas do que caiu – Certo? Da mesma forma se alguém foi humilhado, alguém se enalteceu, ou quer se enaltecer sobre o caráter do humilhado…

Essa é uma conclusão lógica, reforçada e definida por algo que ronda a minha vida vitoriosa: A INVEJA!

Meu leitor, isso é lamentável, mas eu sou um alvo fixo da INVEJA DOS DERROTADOS! Eles adoram se comparar a mim, dizer que são melhores do que isso e  naquilo… Muito chato isso… Mas eu não posso evitar. Só se eu desaparecer, sumir com o meu passado, sumir com o meu presente e com o meu futuro.

E como é fácil, eles usam a internet como alavanca para satisfazer os seus egos atingidos. Mas isso prejudica. Prejudica a minha imagem, que eu devo preservar. Afinal, sou um homem público, cheio de moral, de orgulho, com caráter ilibado, com vergonha na cara, sou um ateu honrado e não posso me defender adequadamente. É difícil mostrar isso ao meu público leitor, que pode se surpreender quando lê um título desses. (Eles só lêem o título).

Notem bem. Eu não estou defendendo o Alfredo Bernacchi, porque eu não preciso disso. Tenho 70 anos e sou realizado da cabeça aos pés, tenho uma família bonita e unida, minha jovem esposa me ama, meus filhos estão comigo, são ateus também, tenho tudo de material necessário a viver bem e confortavelmente, tenho prestígio, elogiado pelo meu trabalho. Não preciso me defender nisso, porque sou inatingível.

Mas o que eu defendo são as pessoas que precisam do ateísmo. Precisam saber e conhecer a verdade da religião de mentira, precisam de apoio para entenderem as suas próprias dúvidas, saberem que não estão jogados fora do ninho, que na verdade são melhores e mais. É essa gente que precisa ler os meus livros, e se você quiser entender melhor o que acontece, leia o postagem anterior nesse mesmo blog, com uma lista de e-mails e depoimentos que eu recebo, e entendam o seguinte: É ISSO QUE ELES (os religiosos frustrados e as mentes invejosas) NÃO QUEREM!…

Abraços

Alfredo Bernacchi

Anúncios

Sobre alfredobernacchi70anos

Escritor ateu, consagrado pelos seus leitores, com 70 anos de vida livre, sadia e produtiva, informa sobre ocorrências interessantes de habituais invejosos cujo lema é destruir a sua imagem. Cuidado! Eles estão por aí...
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s